10.Xan.2013 Susana S. Arins e Aquiltadas nos meios


Recolhemos neste post a entrevista realizada por Montse Dopico a Susana S. Arins para Dioivo, publicada nos últimos dias do mês de dezembro. Perguntada pola génese de Aquiltadas, o livro de poemas publicado por Estaleiro Editora, a nossa autora declarava:

Dediquei o meu primeiro livro às casas das que provenho (eiras, portaris, arines) e caim na conta de que faltava umha, porque umha das minhas avós nom tem casa nomeada. A minha bisavó era lavandeira e mãe solteira, o que a condenou ao anonimato até na história familiar. Ao nom ter casa e nom colher num poemário de casas, decidim adicar-lhe um livro inteiro a ela e a todas as mulheres que ficárom fora, na margem ou com umha imagem deformada na história que aprendemos. Em realidade quigem escrever a história que ninguém me aprendeu. Umha história que desse espaço a todas essas mulheres que eu gostava de ter conhecido na escola, nos jogos, na casa, na tele, e que puidessem ter-me servido de modelo para eu construir-me como pessoa.

Por outro lado, nos dias posteriores ao lançamento de Aquiltadas em Compostela, em 13 de dezembro,  o Portal Galego da Língua publicava uma extensa reportagem sobre a aparição do livro.

Para ler a entrevista em Dioivo, preme AQUI.

Para ler a reportagem do Portal Galego da Língua, preme AQUI.

Comentarios desactivados en Susana S. Arins e Aquiltadas nos meios

Essentials

Meta

Pages

Categories